sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Tempestade e Bonança

Não conseguia dormir, acendi a luz e busquei alguma leitura, mas ainda distraída, percebi que havia uma formiga em cima de minha cama, eu não pensei duas vezes e dei-lhe um peteleco. Pois não é que ela caiu perto do saquinho de chocolate que tava do lado da minha cama?! Pensei: "Se essa danada sobreviver, se esbaldará!" Dito e feito!!! Ela se esbaldou e Deus me falou imediatamente: "Foi assim que fiz contigo, bobinha!" [ O peteleco foi grande, a queda dolorosa, mas a bênção - huuum- deliciosa. ]
Então não me contive, liguei o computador pra compartilhar dessa experiência, ansiando que outros também tenham a mesma oportunidade. A questão não é apenas saber do amor de Deus, mas vivê-lo. Aí sim, para tudo encontrarás um testemunho, uma justificativa, um embasamento vivo, amável e gracioso. 

"Num daqueles dias Ele subiu com os seus discípulos a uma barca. Disse Ele: 'Passemos à outra margem do lago'. E eles partiram. Durante a travessia, Jesus adormeceu. Desabou então uma tempestade de vento sobre o lago. A barca enchia-se de água, e eles se achavam em perigo. Aproximaram-se Dele então e o despertaram com este grito: 'Mestre, Mestre! Nós estamos perecendo!'. Levantou-se Ele e ordenou aos ventos e à fúria das águas que se acalmassem; e se acalmaram e logo veio a bonança. Perguntou-lhes, então: 'Onde está a vossa fé?'. Eles, cheios de respeito e de profunda admiração, diziam uns aos outros: 'Quem é este a quem os ventos e o mar obedecem?" Lucas 8:22-25

Nenhum comentário:

Postar um comentário

" Vem, cara, se declara. O mundo é portátil pra quem não tem nada a esconder..."